www.lfapg.com.br

BEM VINDO (A) -   SUGESTÕES ESCREVA PARA  ligapg@yahoo.com.br

Sede Central - Rua Mocóca, 685 - Boqueirão - Praia Grande - Cep 11701-100

Sede Campo Magic Paula - Rua Maria Rosa Correia - Vila Antártica - Cep 11721-070

PRINCIPAL

Clubes Diretoria Arbitragem T.J.D. CAMPOS Fotos
2017 2016 2015 2014 2013 2012 2011 2010 2009 2008 2007 2006 2005
Filiação
Regulamentos
Formulários
Modelos Tabelas
Regras Oficiais
CBJD

TROFÉUS E MEDALHAS

TEL: 3357-0149

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DESPORTIVA

OCORRÊNCIA NO CAMPEONATO MUNICIPAL DE BASE DE 2013


- 06/11/13 -  ATLETAS DE CATEGORIAS DIFERENTES EXPULSO NO JOGO, PODE JOGAR NO MESMO DIA EM OUTRA CATEGORIA:

* **RESPOSTA: Como exemplo citamos um atleta que joga no sub16 pela rodada do dia e é expulso da partida, pode sim jogar na categoria diferente no mesmo dia.

Isso porque a punição passa a valer para a rodada seguinte e nas duas ou mais categorias que esse atleta atuar. Resumindo pode jogar no mesmo dia , mas ficará suspenso na próxima rodada em todas as categorias.


- 06/11/13 -  FUSÃO MAGIC PAULA / PEC

* FUSÃO: Em 05 de novembro de 2013, o Sr. Welington Silva, Diretor responsável pelas equipes sub16 do Magic Paula e do Sub18 do Palmeiras EC, solicitou a mudança do nome para Magic Paula / PEC, isso em função da utilização dos jogadores da equipe sub16, na equipe sub18, devido a esses jogadores , do sub18, estarem servindo a seleção da Cidade.

* **RESOLUÇÃO: A fusão foi permitida devido aos argumentos mencionados.

- Além do que ocorreram algumas argumentações o do porque da decisão; A LIGA recebeu a informação que a equipe sub16 não foi batizada como PALMEIRAS EC, em função da equipe sub16, já existir sob a responsabilidade do técnico CICERO JOSÉ E OLIVEIRA e para distinguir das demais equipes a equipe MAGIC PAULA foi sugerida e aceita pela Liga, porém durante o decorrer do campeonato, a equipe sub18 do PALMEIRAS EC, teve grande parte dos seus atletas convocados para servir a seleção da cidade, diante disso a equipe do PALMEIRAS EC estava sem atleta pra compor o elenco e para que não se corresse o risco de WO e sendo a equipe do Magic Paula de responsabilidade do Sr Welington Silva, foi permitido a fusão do no PALMEIRAS E MAGIC PAULA, para MAGIC PAULA / PEC , 


- 15/06/13 -  OCORRÊNCIAS DA 4ª RODADA


Ocorrências no jogo entre Galo de Ouro 1 x 1 Vila Antártica, realizado em 15/06

O jogo transcorria normalmente, quando o atleta do Vila Antártica, caiu ao chão e na pressa pra levantar o mesmo , o goleiro do Galo de Ouro , acabou sendo agredido, revidando de imediato, diante disso , os dois atletas foram expulsos; Quando toda situação estava contornada, o atleta do Galo de Ouro, sentindo-se ofendido, agrediu o atleta do Vila Antártica, que de imediato revidou e novamente se estabeleceu a confusão,  após serenar os ânimos, os atletas foram expulsos da  partida e o jogo encerrado pelo árbitro, permanecendo o placar em 1x1.  

Os atletas abaixo relacionados, foram responsabilizados por  toda confusão e acabaram inclusos no -  Art 253 Praticar agressão física contra o árbitro ou seus auxiliares, ou contra qualquer outro participante do evento desportivo. PENA: suspensão de 120 (cento e vinte) a 540 (quinhentos e quarenta) dias

Carlos A. F. Estevão da equipe do Galo de Ouro;

A PUNIÇÃO DEFINIDA AO ATLETA FOI DE 240 DIAS, POR SER RÉU PRIMÁRIO, CAI PARA 120 DIAS A VIGORAR NO PERÍODO DE  17 DE JUNHO A 16 DE OUTUBRO DE 2013.

Diego Ferreira Estevão da equipe do Galo de Ouro;

A PUNIÇÃO DEFINIDA AO ATLETA FOI DE 240 DIAS, POR SER RÉU PRIMÁRIO, CAI PARA 120 DIAS A VIGORAR NO PERÍODO DE  17 DE JUNHO A 16 DE OUTUBRO DE 2013.

Andre Luis Carvalho Alves da equipe do V. Antártica

A PUNIÇÃO DEFINIDA AO ATLETA FOI DE 240 DIAS, POR SER RÉU PRIMÁRIO, CAI PARA 120 DIAS A VIGORAR NO PERÍODO DE  17 DE JUNHO A 16 DE OUTUBRO DE 2013.

Henrique C. dos Santos da equipe do V. Antártica

A PUNIÇÃO DEFINIDA AO ATLETA FOI DE 240 DIAS, POR SER RÉU PRIMÁRIO, CAI PARA 120 DIAS A VIGORAR NO PERÍODO DE  17 DE JUNHO A 16 DE OUTUBRO DE 2013.

O atleta pode recorrer dessa decisão e  entrar com recurso junto a Secretaria da Liga, no prazo de 5 (cinco) dias a contar dessa data (17/06) e pagar no ato a taxa de  R$500,00 (quinhentos reais), para novo parecer.


A EQUIPE DO DESPORTIVO SAMAMBAIA SE RETIROU DO CAMPEONATO MUNICIPAL, DE FORMA ANTI-DESPORTIVA E TOTAL DESRESPEITO AOS DEMAIS PARTICIPANTES.

Ocorrências entre o Jogo DESPORTIVO SAMAMBAIA 1x2 PALMEIRAS EC em 15/06/13

O jogo foi marcado pelo equilíbrio e por alguns lances mais viris, por parte das duas equipes, mas tudo começou com o técnico do Desportivo Danilo de Castro e de seu auxiliar Fábio Rocha, que num lance duvidoso, na visão deles , a bola tinha ultrapassado a linha do gol, que não foi dado pelo árbitro João Jacinto e pelo assistente, isso no primeiro tempo de jogo. Na volta do segundo tempo, a equipe do Palmeiras EC, fez um gol e na sequência abriu 2x0, em desvantagem os jogadores e técnicos do Desportivo, a cada lance que ocorria , as reclamações eram eminentes, até mesmo com falta a seu favor, isso foi durante todo o período do segundo tempo, a equipe ainda marcou um gol e teve outras duas chances de empatar e até virar o placar, porém as reclamações continuaram de forma acintosa por parte dos atletas do Desportivo dentro de campo e de seus técnicos fora de campo, chegando até ao mesário expressar sua revolta, a equipe não mostrou fôrça dentro de campo pra virar o placar, mas mostrou muita força para reclamar do árbitro da partida.

Ao término do jogo, não satisfeito com a onda de xingamento e reclamações , todos os atletas técnicos e auxiliares da equipe do Desportivo Samambaia, correram pra cima do árbitro João Jacinto, destratando-o e xingando-o com palavras de baixo calão e alguns até tentando agredi-lo, salvo algumas poucas exceções, não satisfeito os diretores atletas levaram a discussão em alto e bom tom, com ofensas, principalmente  por parte do auxiliar técnico do Desportivo.  Ao ofender xingar claramente o árbitro Dalmir , que tentava , de alguma forma, acalmar os ânimos, com isso o mesmo perdeu a linha e por pouco, não foi agredido e agrediu o auxiliar Fabio do Desportivo, junto com os demais atletas, que tomaram as dores do referido auxiliar, não obstante todos os atletas do Desportivo foram anti desportistas com a comissão arbitral, ofendendo moralmente, além do que fazendo acusações claras que a Liga estava vendida e só favorecia , ao que disse do técnico Danilo do Desportivo Samambaia, que contra times da “Panela da Liga”, nada acontecia, após o término das discussões o técnico do Desportivo, publicou na pagina do Desportivo Samambaia no facebook , as palavras abaixo:

“Desportivo vamos levantar a cabeça e lutar até o final.

Hoje ficou claro que toda vez que jogarmos contra os times da panela da Liga de Futebol, toda a arbitragem será tendenciosa.
Este jogo no mínimo era pra ser empate, mas jogando com um árbitro que queria boicotar até a bola que levamos? Por ai vocês vêem a panela.
O arbitro não deu o nosso primeiro gol, quando a bola já havia passado a linha do gol. Isso foi ridículo!

A gente além de tomar porrada, tomava cartão amarelo logo em seguida. Ele amarelou todo o nosso time.
É lamentável que um campeonato de base tenha essas atitudes e que os dirigentes da Liga sejam complacentes com esta situação.
Mas gostaria de agradecer aos meus guerreiros do Desportivo, porque "NÓS SOMOS DESPORTIVO E NÃO DESISTIMOS NUNCA!!".  Valeu Desportivo.

 “COMO PODE-SE OBSERVAR , O DIRETOR DO DESPORTIVO SAMAMBAIA DANILO , FAZ UMA ACUSÃO MUITA SÉRIA CONTRA A LIGA DE FUTEBOL , INSINUANDO O FAVORECIMENTO A CLUBES , PRINCIPALMENTE CONTRA A SUA EQUIPE E CLARAMENTE INCENTIVA OS SEUS COMANDADOS A NÃO RESPEITAR QUALQUER TRIO DE ARBITRAGEM, JÁ QUE A MESMA ESTÁ MANIPULADA, DIANTE DISSO E DAS VÁRIAS AMEAÇAS DE SAIR DA COMPETIÇÃO E DA INSATISFAÇÃO DO TIME E NÃO MAIS PARTICIPAR DE CAMPEONATOS  ORGANIZADOS PELA LIGA”

 A Liga há algum tempo vem tendo problemas de relacionamento dentro de  campo de jogo com a equipe do Desportivo Samambaia, em quase todos os jogos, a reclamação contra a arbitragem , por parte do Desportivo, é sempre marcante e expressivas  e são raros os jogos que existe satisfação da equipe com o trio de arbitragem, além do que parece que os atletas dessa equipe são verdadeiros “anjinhos”  , quando na verdade é o oposto, alguns deles são completamente despreparados e anti-desportistas, com reclamações , fora de contexto e sem conhecimento de causa, o seu treinador , como pode se observar acima, ele joga a falta de conjunto e qualidade técnica de sua equipe, contra a equipe de arbitragem e acusa a Liga de favorecimentos.

Diante de tanta animosidade de  dirigentes e atletas do Desportivo Samambaia, que  só falam mal da Liga e em momento algum, fazem criticas construtivas, não dão opinião plausível, enfim a discordância entre a Liga e o Desportivo Samambaia, já vem de longe, e por várias vezes o Diretor do Desportivo vem com ameças de tirar a equipe do campeonato.

A Liga de Futebol Amador de Praia Grande é uma entidade juridica, que leva os seus eventos, seus clubes, associados e afiliados a sério, sempre com muito respeito, porém no caso do DESPORTIVO SAMAMBAIA, os seus diretores e atletas, deixaram claro que não entendem assim e que não são servimos como parceiros para caminharmos juntos.

A relação dos atletas e dirigentes que estavam em campo no sábado 15/06, e que constavam em sumula , todos foram advertidos com o cartão AMARELO , já  os atletas LUCAS DE OLIVEIRA FELIZARDO , LUCAS FERREIRA A SILVA, MURILO A. B. DA SILVA e o Auxiliar técnico FÁBIO ROCHA,  foram penalizados com o cartão vermelho e inclusos no artigo 257 do CÓDIGO BRASILEIRO DE JUSTIÇA DESPORTIVA, que pode ser acessado na pagina da Liga (lfapg.com.br ) na guia CBJD.

Adriano Cruz de Souza

Penalizado com o cartão Amarelo.

Gabriel F. Ferreira Silva

Penalizado com o cartão Amarelo..

Gilsymis Ferreira da Silva

Penalizado com o cartão Amarelo.

Lucas de Oliveira Felizardo

Além do cartão amarelo, foi expulso da partida e na continuação, agrediu verbalmente a comissão arbitral.

Art 257 Participar de rixa, conflito ou tumulto, durante a partida, prova ou equivalente. PENA: suspensão de 10 (dez) partidas.

Lucas Ferreira da Silva

Além do cartão amarelo, foi expulso da partida e na continuação, agrediu verbalmente a comissão arbitral.

Art 257 Participar de rixa, conflito ou tumulto, durante a partida, prova ou equivalente. PENA: suspensão de 10 (dez) partidas.

Luiz S. Silva Filho

Penalizado com o cartão Amarelo.

Matheus A. B. da Silva (G)

Penalizado com o cartão Amarelo.

Murilo A. B. da Silva

Além do cartão amarelo, foi expulso da partida e na continuação, agrediu verbalmente a comissão arbitral. - Art 257 Participar de rixa, conflito ou tumulto, durante a partida, prova ou equivalente. PENA: suspensão de 10 (dez) partidas.

Murilo da Silva Aguiar

Penalizado com o cartão Amarelo.

Murilo S. Ribeiro

Penalizado com o cartão Amarelo.

Rafael B. ManfrediI

Penalizado com o cartão Amarelo.

Valdomiro Airton da Silva Jr

Penalizado com o cartão Amarelo.

Danilo B. de Castro -

Penalizado com o cartão Amarelo.

Fabio Rocha

Por agredir verbalmente e quase fisicamente a comissão arbitral. - Art 257 Participar de rixa, conflito ou tumulto, durante a partida, prova ou equivalente. PENA: suspensão de 10 (dez) partidas.

 

- Na noite de domingo 16 de junho de 2013, por volta de 20 hs, o Técnico e Presidente da equipe do DESPORTIVO SAMAMBAIA, Sr. Danilo B. de Castro , me ligou (Edson Castelanno) e começou a contestar as penalidades, falei pra ele, pra que fosse na sede da Liga , na 2ª feira e colocaríamos tudo a par, o mesmo ficou zangado, diante do retruque e pediu para que tirasse a equipe do campeonato, no que foi aceito e o telefone foi desligado. Dois minutos depois , o Sr. Danilo me ligou novamente, muito alterado e acabamos discutindo, CONFIRMOU A SAIDA DA SUA EQUIPE DO CAMPÉONATO, ofensivamente depreciou a Liga, com palavras de baixo calão, assim como fez em sua página no facebook, hostilizando os árbitros e a Liga , diante desse descontrole, acabei falando mais grosso, no que fui ofendido por palavrões e infelizmente perdi o controle e devolvi na mesma moeda.

- Como pode-se ver a PAIXÃO pela equipe é maior que a RAZÃO, a visão turva se faz prevalecer e toda forma inteligente de ser,  se perde por palavras, que no momento é eficaz negativamente. 

- A partir de hoje, 16 de junho de 2013, a equipe do DESPORTIVO SAMAMBAIA e seus atletas não fazem mais parte do campeonato da Liga de Futebol Amador de Praia Grande, por solicitação de seu PRESIDENTE em exercício.  


O atleta da equipe  sub12 do Palmeiras EC /Maxland - VINICIUS DA SILVA PEREIRA -, teve dupla inscrição, ou seja também estava inscrito na equipe do Vila Antártica, como o atleta já teve participação pelo time do Vila Antártica o mesmo , sómente poderá jogar por essa equipe durante a tempora, o técnico da equipe do Palmeiras EC,liberou o jogador. 


07/06/2013 - OCORRÊNCIAS DA PRIMEIRA E SEGUNDA RODADAS

 - * NORMAS  DO CAMPEONATO DE BASE , DEFINIDOS PELOS CLUBES DESDE 2011:

1 ) Conforme regras estipuladas pelos clubes; O atleta no primeiro semestre está livre pra jogar aonde quiser.
2 ) Um atleta de base só tem vínculo com o clube, quando ele tenha assinado o comprometimento de disputa pela equipe.

3 ) Após a definição do clube pelo atleta, esse atleta só poderá jogar por esse time durante toda a temporada (resto do ano).
4) A primeira disputa define aonde esse atleta estará vinculado, e nos campeonatos ou copas subsequentes.

5) O atleta não poderá jogar por outra equipe, sem a autorização do responsável ela equipe.

6) No caso do atleta jogar por outra equipe,  sem a autorização do responsável pela equipe, o atleta estará eliminado da competição e suspenso pelo resto da temporada.

7) A liberação da suspensão só será concedida, mediante a autorização do clube junto a Liga


.- Em relação ao atleta  MARCOS DOS SANTOS RODRIGUES , que foi pedida a sua eliminação da competição, pela diretoria do MISSÃO UNIDA , pois o mesmo foi inscrito em duas equipes diferentes MISSÃO UNIDA e CAPRICHO.

Pelas informações prestadas, o atleta tem vinculo com a equipe do MISSÃO UNIDA para a disputa do Campeonato Paulista, mas isso não impede que esse atleta dispute o campeonato Municipal por outra equipe.
Em contato com o treinador da equipe do CAPRICHO , ele informou que não sabia da inscrição do mesmo pela equipe do Missão Unida, mas que ao ser comunicado pela Liga, o atleta foi questionado e informou que , se aborreceu com a situação vivenciada na equipe do MISSÃO UNIDA e que não estava sendo aproveitado pelo treinador e  por isso optou por jogar pela equipe do Capricho.

Diante dessa situação e baseado nas normas adotas nas categorias de base, o atleta MARCOS DO SANTOS RODRIGUES, foi penalizado com a suspensão de um jogo em respeito da diretoria da equipe do MISSÃO UNIDA,   podendo voltar a jogar , agora sómente pela equipe do CAPRICHO , pelo resto da temporada

OBS:- Embora o atleta tenha sido relacionado nas duas equipes, o mesmo optou por jogar pela equipe do EC CAPRICHO, sendo liberado para tal, após cumprir suspensão contra a equipe do Missão Unida.


07/06/2013

O atleta da equipe do Missão Unida FELIPE RODRIGUES ; em jogo realizado no campo do Botafogo em 01 de junho de 2013 contra a equipe do EC Capricho , foi relatado em sumula pelo representante da Liga , Sr.Joel Santana, informando que  foi agredido fisicamente e verbalmente pelo referido atelta. O atleta relatado chutou a bola contra o representante, acertando-o nas pernas,  desacatando com palavras de baixo calão, diante disso o atleta doi incluso no ARTIGO 185 - cuja penalidade é de 720 dias. por se tratar de réu primário, sua pena fica reduzida para a temporada do ano de 2013, quando não mais poderá participar de qualquer evento organizado pela Liga de Futebol Amador de Praia Grande


 

ESPORTE É SAUDE, FUTEBOL E 

PRAIA GRANDE É REALIDADE E PAIXÃO

A LIGA DE FUTEBOL AMADOR DE PRAIA GRANDE, TEM O APOIO DA PREFEITURA MUNICPAL

ECOVIAS cameras tráfego
CONDIÇÕES DAS PRAIAS

COSTA DA MATA ATLANTICA

GUIA DE RUAS E CEPS

CONDIÇÕES DAS ONDAS

 

criação e adm em   www.5c.com.br  - email   -   ligapg@yahoo.com.br